Gaiola Mental

Semente Diária 01/11/2022

 LÍDER:

Praticar a Higiene Mental não é
lavar os pensamentos com sabão, é abrir a gaiola da dor.

Comumente, entendemos que higiene vincula-se à limpeza corporal e dos espaços.

Vamos aprofundar essa temática, entendendo Higiene como um conjunto de hábitos que produzem o bem-estar e a saúde integral.

Higiene Mental constitui a nossa busca constante pela qualidade de vida que nos afasta e torna-se uma medida preventiva contra as doenças psicossomáticas (aquelas de origem emocional e que se revelam no físico).

Estamos vivendo dias tensos.

De um lado, há brasileiros festejando, felizes e esperançosos com o resultado do pleito eleitoral, suas consequências e benefícios. Parabéns!

Do outro lado, há brasileiros lamentando, entristecidos e amedrontados com o resultado do pleito eleitoral, suas consequências e perdas. Coragem!

Pois bem, eu senti – ontem – na pele uma perda.

Minha liberdade de expressar meu sentimento sobre o resultado foi tolhida, paralisada, censurada nas redes sociais.

Por que eu não posso expressar minhas ideias e sentimentos?
Por que o que penso e sinto não é congruente com a maioria?
Qual frágil e idônea é a ideologia que não permite opiniões contrárias?

Confesso para você, querida pessoa líder leitora, foram poucas horas, após minha declaração de comedimento nos meus posts.

Só que as poucas horas se tornaram anos…
Fui ao passado, quando fui cara pintada, lutando pelas Diretas Já.
Eu acreditava que com eleições diretas, a democracia seria fato e NUNCA MAIS NA HISTÓRIA DESTE PAÍS sofreríamos com a mão pesada da ditadura.

Militar? Não.
Ditadura de esquerda.

Eu fiquei com minha mente suja, turva pelos sentimentos de revolta e indignação; meu coração ficou acelerado, entre outros sintomas físicos.

Você pode me dizer: “Mas, Mel, você ficou assim?”

Sim, eu fiquei indignada, envenenada e enraivecida – até que consegui processar o fato e ressignificar o episódio, ciente de que não posso – por enquanto ou por 4 anos – emitir opinião diferente das demandas do poder em vigor.

Sabe o que acontece?

Nós, humanos, temos mais facilidade para lidarmos com o que podemos enxergar, como por exemplo: escovar os dentes, lavar as mãos, banharmo-nos, obviamente porque a motivação é visual e olfativa: sujeira e odor corporal.

Já, quando falamos da mente… Nem sempre conseguimos bloquear os efeitos dos pensamentos destrutivos, dos sentimentos desqualificados, das emoções de raiva, medo e nojo.

E, principalmente, não conseguimos detectar pelos 5 sentidos.

É mais profundo e se distancia do conceito de saúde que a OMS considera: um estado de completo bem-estar físico, mental e social, além da ausência de doenças.

Atente bem para isso, querida pessoa!

Você pode estar com seu corpo funcionando perfeitamente, mas – de repente – apresenta um transtorno de ordem emocional considerada patológica, é um sinal de desarmonia.

E esse transtorno vai se materializar no corpo físico, doenças psicossomáticas, tais como: taquicardia, falta de ar, tonturas, tremores, insônia, prurido.

Partindo desses sintomas, se não há cuidado efetivo e sistemático o estrago tende a aumentar: depressão, síndrome do pânico, dermatites, psoríase, labirintite, transtorno de ansiedade… só para ilustrar.

Este é o motivo do adiantado da hora para essa postagem.

Eu quis usar a minha dor emocional de ontem, para ilustrar para você, como praticar a higiene mental e construir mais qualidade de vida.

Lembre-se sempre de nunca se esquecer de lembrar que é um processo de melhoria contínua. Vamos ao passo a passo:

1º Entender que as dores emocionais precisam de atenção, tanto quanto as dores físicas.
Quando você se sentir: desmotivado, irritadiço, ansioso demais, tolerância zero e mal-humorado.
PARE. RESPIRE.
PERGUNTE-SE: Qual a causa do que estou sentindo?
Quanto essa causa merece estragar meu dia?

2º Ocupar-se com atividades prazerosas, quando se sentir sozinho[a].
Solidão crônica adoece o corpo e a mente, sem contar que aumenta os riscos de morte prematura.
Diante da solidão, não aceite apenas, ocupe-se de atividades em grupo, tais como: encontros sociais com amigos e/ou parentes, praticar esportes de grupos, participar de grupos na sua comunidade religiosa; fazer novas amizades; interagir e ser útil em grupos beneficentes; procurar ajuda especializada. [Eu estou aqui para ajudar você.] Quando você se desafiar para mudar o quadro da solidão, você perceberá o quanto a conexão com pessoas agrega valor a você e aos outros.
Você tem muito o que compartilhar!

3º Aceite a pessoa que você é construtivamente.

Acolha com carinho a pessoa que você é: com suas forças e seus pontos de melhoria.
Sim. Sim. Sim.
Sempre temos pontos para melhorar e podemos melhorar, respeitando o seu tempo, dando um passo de cada vez.
E, quando errar, ao invés de se punir…
Abrace a sua própria causa com carinho, aprenda com o erro, levante-se e continue.

Sempre podemos melhorar, desde que não percamos nossa identidade! Lembre-se disso!

4º Faça uma Gestão Inteligente do estresse.

Tudo bem, sentir-se estressado, faz parte a rotina humana em tempos modernos.
Devemos estar atentos para evitar que o estresse tome conta da sua vida, a ponto de controlar você.

Atente para as dicas preciosas:

  1. Atividade física regular;
  2. Faça atividades prazerosas, hobbies, brincadeiras com pets;
  3. Dormir 7 a 8 horas todas as noites;
  4. Usar técnicas de relaxamento, meditação, respiração;
  5. Conversar com alguém de confiança sobre seus sentimentos, alguém que não vai julgar você. [Procure um profissional.]
  6. Já falei outras vezes e enfatizo agora: tenha um diário onde você escreva o que pensa e sente;
  7. Concentre-se no que você pode controlar e solte o cordão dos balões de tudo o que não está no seu comando.
  8. Evite procrastinar: isso gera atrasos, irritação, falta de qualidade no trabalho e nas relações;
  9. Aprenda a dizer: Sim, quando for sim. Não, quando for não. Quando você está sendo sincera[o] – não existe motivo para você sofrer de rejeição. Se alguém lhe rejeitar… o problema está com a outra pessoa. Lembre-se disso!
  10. Assista a filmes, séries: convide amigos, parentes, filhos…
  11. Faça passeios, viagens com pessoas agradáveis;
  12. Zele pelos seus relacionamentos pessoais e profissionais, para que não se tornem tóxicos;
  13. Inicie um curso interessante para seu trabalho, ou para aprender algo novo: culinária, confeitaria, pintura em tela, instrumento musical, dança de salão, patinação.

5º Desenvolva:

  1. Autoestima: valorize quem você é, assuma o comando da sua vida;
  2. Autocuidado: corpo, cabelos, unhas, dentes, roupas, calçados;
  3. Autoconceito: ideias, sentimentos, atitudes, hábitos;
  4. Autoliderança: comunicação e posicionamentos.

Pratique sempre. Vale a pena! Você merece este cuidado, esse carinho, esse comprometimento.

E, para fechar este assunto hoje, como eu já disse outras vezes: “Eu amo ler!”
Ontem – enquanto eu cuidava da minha mente, li um pensamento de Sidarta Gautama, o Buda que ensina:

“O segredo da saúde mental e corporal está em
não se lamentar pelo passado,
não se preocupar com o futuro,
nem se adiantar aos problemas,
 mas viver sabia e seriamente o presente.”

Gostou desse post?
Compartilhe este conteúdo em suas redes sociais, conhecimento é poder e merece ser compartilhando.
Passe adiante!

Estamos JUNTOS nesta jornada.

Eu RE-conheço LIDERANÇA em você!🚀

Abraço Harmonioso da Mel.

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *