Musculatura Empatia

Semente Diária 18/10/2022

LÍDER:

Empatia está na moda a palavra e a prática onde está?

Vamos refletir sobre isso nesta manhã.

Diz o dicionário que Empatia se refere à capacidade de compreender emocionalmente um objeto, a faculdade de projetar a personalidade de alguém num objeto, a tal ponto que este se assemelhe com o que lhe foi impregnado.

Complicado? Um pouco.

Trocando em miúdos:
A Psicologia nos diz e eu concordo.
Empatia é a capacidade humana para se posicionar ao lado da outra pessoa e visualizar como se sentiria no lugar dela, vivenciando aquele momento difícil.

Muitos acreditam que Empatia é sentir a dor do outro. Isso é impossível, porque a dor é do outro.

Agora, todos temos a capacidade de nos colocar na posição do outro e avaliar como ele se sente.

Exemplo: Sexta-feira à noite, inverno intenso e chuva. Estamos alimentados, banhadinhos, roupas limpas, dentro de nosso carro, ouvindo uma música bacana, indo para o teatro.
Paramos no semáforo e visualizamos um homem com idade parecida com a nossa, mendigando.
Obviamente, que a maioria de nós não sabe o que é viver de esmolas doadas no farol, dormir nas ruas, embrulhado em panos, comendo sobras do lixo.
Entretanto, todos nós possuímos a capacidade de nos colocar naquela posição e entender o quanto é doloroso, humilhante, sem expectativa de melhorias.
É por isso que muitos de nós se compromete em doar cestas básicas, roupas e calçados em boas condições e – muitos – saem a campo, levando sopa nutritiva e quente em praças, marquises e viadutos – sem propaganda, fazem por empatia.

Vale a pena explicitar que a empatia é uma capacidade humana, mas existem muitas pessoas que não são empáticas.

Praticar a empatia requer a determinação, principalmente o desejo de ser uma pessoa melhor e mais humana.

Você sabe quais são as condições para agirmos com empatia?

  1. Sermos receptivos à nossa existência, à nossa inteiridade, sermos admiradores de nossas qualidades e entendermos nossas fraquezas como pontos de melhorias.
    Dessa forma estamos nos libertando de padrões rígidos ou barreiras que servem de impeditivo para um contato mais profundo e real com nossa essência;
  2. Reconhecer nossos limites e nossas necessidades como faces saudáveis para a nossa melhoria contínua e superação.

Você, Querida Pessoa Líder pode me perguntar: “Mel, qual a importância disso, da empatia?”

A importância está presente no nosso contexto social. Sem empatia, constatamos, entre outros:

Violência.
Corrupção.
Assassinos.
Roubos. Furtos. Assaltos.
Pessoas dissimuladas, enrolonas.
Abusadores.
Perversos.
Impacientes.
Intolerantes.
Preconceituosos.
Folgados.
Indiferentes.
Arrogantes.
Acordos não cumpridos.
Contratos quebrados.
Lares destruídos.
Trabalhos malfeitos.
Compra de produtos contrabandeados.
Roubo de sinal de internet.
Consumo de streamings ilegais.
Favorecimentos ilícitos.
Dinheiro na cueca.
Filas cortadas.
Pichações.
Direção imprudente.
Falsificação de documentos.
Carteiradas.
Estacionar em vagas exclusivas.

É fato que, diante do quadro exemplificado acima, o que vemos são pessoas que se tornam surdas, cegas e mudas para as necessidades que não sejam as próprias.

A empatia é uma capacidade que necessita ser desenvolvida, como se fosse um músculo.
Quanto mais exercitarmos, mais forte ela se torna em nossa vida.

Já, se formos deixando para depois, a musculatura torna-se flácida, fraca.

Falando bem sinceramente com você, querida pessoa leitora:
“Todos os dias há uma batalha interna em mim, por isso estou em constante treino da minha Inteligência Emocional, para me tornar uma pessoa mais gentil, compreensiva, amorosa, equilibrada, otimista, agente de transformação em todos os ambientes onde eu esteja.
E quem vence?
Well, às vezes vence a Mel que age (não discute diante de comunicação e posturas agressivas) e às vezes quem vence é a Mel que reage (perde a paciência, olha só para o próprio umbigo, discute).
Estou viva, portanto estou em evolução, a minha lapidação é constante. E, tenho a coragem de me olhar no espelho, de me ver e me enxergar com eu sou verdadeiramente, congruente com todas as minhas forças e fraquezas e sigo o meu caminho, caminhando e exercitando a musculatura da empatia.”

Lembrei-me de uma canção do Frejat: Amor pra recomeçar

Eu te desejo não parar tão cedo
Pois toda idade tem prazer e medo
E com os que erram feio e bastante
Que você consiga ser tolerante

Quando você ficar triste, que seja por um dia
E não o ano inteiro

E que você descubra que rir é bom
Mas que rir de tudo é desespero

Desejo que você tenha a quem amar
E quando estiver bem cansado
Ainda exista amor pra recomeçar
Pra recomeçar

Eu te desejo muitos amigos
Mas que em um você possa confiar
E que tenha até inimigos
Pra você não deixar de duvidar

Quando você ficar triste, que seja por um dia
E não o ano inteiro

E que você descubra que rir é bom
Mas que rir de tudo é desespero

Desejo que você tenha a quem amar
E quando estiver bem cansado
Ainda exista amor pra recomeçar
Pra recomeçar

Eu desejo que você ganhe dinheiro
Pois é preciso viver também
E que você diga a ele, pelo menos uma vez
Quem é mesmo o dono de quem

Desejo que você tenha a quem amar
E quando estiver bem cansado
Ainda exista amor pra recomeçar

Eu desejo que você tenha a quem amar
E quando estiver bem cansado
Ainda exista amor pra recomeçar
Pra recomeçar
Pra recomeçar

E, se você quiser começar este dia lindo cantando, clique aqui.

Exercitar a musculatura da Empatia:
Faz sentido pra você?

Estamos JUNTOS nesta jornada.
Eu RE-conheço LIDERANÇA em você!🚀

Abraço Empático da Mel.

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *