Autoestima é Essencial

Semente Diária 15/11/2022

Líder:

Por que a maioria dos seres humanos sofrem com a AutoEstima?

Essa é uma realidade para 99,9% da população humana de todos os tempos.

A resposta é simples: aprendizados herdados.

Que aprendizados?

Os aprendizados, as vivências nas quais a pessoa foi desrespeitada em sua individualidade.

Os pais ensinaram os filhos, que ensinaram os filhos… até você.
E, se você der bobeira, você vai ensinar seus filhos.

Quando você aprende que é um ser único, portanto ninguém é igual a você.
Você entende que não há razão para se comparar com outras pessoas, em nenhuma hipótese, ou seja, física, emocional, intelectual, espiritual, socialmente – em nada.

Mel, mas e os gêmeos idênticos?

Eles são idênticos na aparência externa, mas sentem, pensam e – possuem sequências de DNA diferenciadas. Portanto, não podem ser comparados.

Que linda realidade!!!!

Se você é um SER ÚNICO, entre todos os humanos que já nasceram, que estão vivos e que nascerão é porque você é MEGA BLASTER TOP ESPECIAL.

Valorize essa unicidade.
Cuide de seus corpos: físico, mental, emocional, espiritual como você cuida de um BEM preciosíssimo.

Quer mudar os cabelos?
Quer fazer harmonização?
Porcelanar os dentes?
Fazer Lipo?
Siliconar?
Botoxar?
Tatuar?

Faça, você é livre para fazer o que desejar com seu corpo.

Apenas, busque entender os “verdadeiros motivos” para tais mudanças.
Esses motivos devem ser predominantemente voltados para melhorar o que você já ama, já respeita, que é a sua IMAGEM, seus traços étnicos, sua herança genética.

LINDO você é. Linda é um fato.
Do jeitinho que você é, sem tirar nem por.
Um charme único. Um borógodó ilimitado.
Inteligente é realidade.
Líder é seu potencial, você pode desenvolver e aprimorar.
Sucesso? Depende de seu esforço, comprometimento e perseverança.

Ame-se é o primeiro passo para você conquistar o mundo exterior.

Estamos JUNTOS nesta jornada.

Eu RE-conheço LIDERANÇA em você!🚀

Abraço de quem acredita em você incondicionamente.

Eu – Mel Moura Moreno.

Ética

Ética: Questão de Conveniência ou Base da Liderança

Ética, nunca na história desse país, esse substantivo foi tão usado, como neste século.

Poucos conhecem o significado desse trissílabo proparoxítono!

Faz-se importante, conhecer o que diz o dicionário sobre este verbete: Ética [substantivo feminino] parte da filosofia responsável pela investigação dos princípios que motivam, distorcem, disciplinam ou orientam o comportamento humano, refletindo especialmente o respeito essencial das normas, valores, prescrições e exortações presentes em qualquer realidade social.

Que lindo!

Na Teoria fundamenta-se na Base da Liderança eficaz, eficiente e honesta.

Na Prática flexibiliza-se para a Questão de Conveniência: jogo de interesses, bajulação e lobismo.

É impressionante como é recorrente a quebra de confiança, resultando na falta de caráter, na mentira contumaz, nas falácias de muitas lideranças, principalmente na realidade corporativa.
Tal fato causa cada vez menos apontamento de dedos e introspecção séria e suspensão da prática.

ETs? Não.

Essas lideranças não seres intergalácticos, são humanoides, terráqueos, figuras midiáticas, influencers, CEOs. Analisando por esse ângulo, o que nos impõe não é um padrão de conduta alienígena, inverossímil.

São lideranças que vivem entre nós e, como tal, refletem atitudes e valores que são fácil e preguiçosamente escorregadios, porque não dizer pérfidos.

Vamos punir os ‘malfeitores’! Bradam uns.

São inocentes, vítimas do sistema! Protestam os simpatizantes.

Ruptura. Cisão. Polarização. Conjuntura estéril e que não permite diálogos, apenas discussões tendenciosas, ou a repressão dos contrários.

É a tendência, os colaboradores, ora rotulados de ‘Malfeitores’ podem – em última instância – serem punidos, sentenciados.

Alívio para os perseverantes, baseados na Ética. A crença de que o time pode – felizmente – seguir em frente confiante de que o problema foi resolvido e que o mal não os afetará mais.

Obviamente, deve existir punição suficiente, corretiva e pedagógica, para que todos façamos uma pausa, quando o pensamento necrosado, inóspito e corrupto de ceder à conveniência ocupar nossa mente.

Sim, há!

Só que, como disse o poeta Oswaldo Montenegro: “Sempre não é todo dia.”

As Leis Universais, ou a 3ª lei de Newton, conhecida como lei da ação e reação nos ensina que: ao aplicarmos uma força de ação contra um corpo, surge uma força de reação igual ou maior em um corpo diferente.

Você quer ‘resolver’ o problema?

Você deve dotar – não do impulso, mas da certeza de que o olhar deve se voltar para si mesmo, para o seu mundo interno.

Reforçar – no próprio caráter – o que acredita faltar nas lideranças corporativas.

Após, essa introspecção reflexiva, assumir as consequências de nossos atos.

Eu sei que essa questão pode parecer uma deficiência de abordagem, resultando no conhecido ‘tiro que saiu pela culatra’, porque não foi dado tempo suficiente para seguir seu curso e perceber que a abordagem estava errada.

Vale explicitar o fato, parafraseando o Ilmo. Presidente dos EUA, Abraham Lincoln: “Você pode trair a confiança de muitos por muito tempo; de alguns por algum tempo. Nunca de todos todo o tempo.”

Por isso, devemos ter muita cautela com a traição daqueles a quem você serve, aqueles que estão no poder. Mesmo que o seu fim desejável seja um upgrade na carreira, reconhecimento pessoal e/ou profissional, cumprir metas, ampliar os resultados do seu empreendimento.
Algo esperado pelas partes envolvidas, mas que corre o risco de prejudicar todas pessoas e recursos vinculados à sua atitude.

Faço-lhe uma advertência fraterna: Fuja do vício, rotineiro para muitos, conhecido como: ‘jeitinho brasileiro’ na intenção de se Autopromover, pois nunca será a melhor decisão.
Fatalmente tal atitude amadora, aparentemente “inocente” será percebida, causando uma mancha, mácula, ação punitiva, um perfil inaceitável em empresas sérias.

Hoje, estou fazendo muitas menções a pessoas muito especiais na minha história e que se fazem presentes em minhas mentorias.

Lembro o poeta inglês Robert Southey que observou:

“Nunca deixe um homem imaginar que ele pode perseguir um bom fim por meios malignos,
sem pecar contra sua própria alma. O efeito maligno sobre si mesmo é certo.”

Vivemos a Era Digital. Resolvemos quase tudo online.
São tempos delicados, um mundo pouco estável.

Um líder eficiente, eficaz e honesto dependerá mais dos seus recursos internos (conhecimento, habilidades e competências) do que das areias da mudança que mudam com o vento, sempre de acordo com a convenção social iminente.

Portanto, querida Pessoa Líder, se seus recursos internos não forem construídos sobre uma base sólida de Ética e Valores Morais.

Lamento dizer-lhe que você será sempre o Líder Nefasto, com aparência de Salvador, Necessário, Agregador, Ideal, pois contribuirá para a consolidação do problema; não com os atributos genuínos de um líder, que é ser um farol orientador, fornecendo a direção de que todo o time, a população tanto precisa, para evoluir e obter os resultados positivos, saudáveis que merecem.

Certamente, a razão subjacente para todas as negociações é: obter um lucro.
Entretanto, se não pode ser obtido honestamente, então não pode ser feito. Simples assim!

Hora de arregaçar as mangas e encontrar novos caminhos, novas estratégias viáveis para a Gestão dos conflitos, dos projetos, do desenvolvimento de cada colaborador.

Eu sei que, pode parecer sedutora a conveniência, por promover os ganhos de curto prazo. Curto prazo!

Já, a edificação do sucesso a longo prazo, só pode ser resultante do compromisso de: fazer o que é certo, mesmo quando esse curso de ação, esse processo, pode não lhe parecer interessante a curto prazo.
Ele será consistente, seguro e deixará um legado positivo para todos os envolvidos.

Finalizo com outra menção, ao oceanógrafo da Marinha dos EUA, do século XIX, Matthew Fontaine Maury exortou com razão, algo que ‘muitos brasileiros’ necessitam ler, escutar até tornar-se verdade absoluta:

“Onde o princípio está envolvido, seja surdo à conveniência”.

Querida Pessoa líder, esteja muito atenta para o fato de que o não exame dessas questões em nossas próprias vidas criará, elegerá, legitimará agrupamentos de líderes destinados à liderança com o mesmo compromisso nocivo.

Se você gostou deste artigo, comente e compartilhe.

Conhecimento é poder e merece ser
transmitido para o maior número de pessoas.

Mudança

Mudança em 5 fases

Quando o assunto é mudança, muitos de nós sente um frio na espinha e ficam paralisados; outros, respiram fundo e enfrentam.

O fato é que a mudança é geralmente um desafio e que em tempos de mudanças amplas, disruptivas e inevitáveis, gera inquietação.
Não estou falando de você, querida pessoa leitora, nem tão pouco de mim, eu me refiro à maioria de nós.

Este artigo quer refletir sobre como podemos desenvolver a qualidade de sermos bons em mudanças – preferencialmente aquelas que acontecem em nossa vida e vêm vestidas de crise.

A partir de muitos estudos sobre a Psicologia, a Neurociência, entendo que experimentamos de 5 fases, quando nos deparamos com uma mudança que não provocamos, mas que se apresenta diante de nós.

1. O Susto – a Ruptura – Saída da Zona de Conforto.
Diante da notícia, sentirmos medo, pânico é normal, por isso passamos pelo estado de cegueira.
Um estado de espírito que turva nossa mente racional e não conseguimos ver a situação com objetividade e exatidão.
É o momento de profundo desespero, e que nos exige compulsoriamente que saiamos de nossa rotina, do conhecido.
Sentimo-nos totalmente fragilizados, buscamos por soluções imediatas, afinal temos de nos livrar daquela ruptura – o mais rápido possível – porque temos a necessidade de segurança.
E, por desconsiderarmos todas as variáveis, nossas decisões são prejudiciais.

Você pode me perguntar: Mel, por que ficamos aprisionados no modo Susto?

Eu lhe respondo de três maneiras:
A primeira: fomos educados aceitar as perdas e não os ganhos, então o modo pânico representa que a PERDA é mais visível e perceptível; enquanto o ganho não.
Eis a primeira grande batalha interna, combater o sentimento de perda, vislumbrando os possíveis ganhos.

A segunda:
a crença de que ontem foi melhor do que hoje.
Essa crença nos aprisiona no passado e criamos verdades distorcidas que justifique, porque era melhor, com isso nos fechamos para todas as oportunidades que o AGORA nos fornece.

A terceira: estamos onde estamos por mera sorte: “Estou no lugar certo e na hora certa.”
Como pode ser o inverso, somos azarados por estarmos naquele lugar e hora.
Diante desse contexto, devemos parar por alguns minutos, respirar profundamente algumas vezes e nos perguntar:
1. Em outros processos de mudanças: o que eu superei?
2. Quais foram as habilidades que usei e que – ainda – as possuo agora?
3. Quais os conhecimentos que tenho agora e não possuía naquela época?

Com as respostas a essas 3 perguntas, começamos a delinear o caminho para prosseguirmos, controlando o reflexo do susto, nosso medo.

2.  Resiliência = adaptação 
Diante da mudança, nos perguntamos: “O que está acontecendo comigo?”

CUIDADO!!! 
Esse é um pensamento improdutivo e que nos faz vítimas, não temos controle, apenas reagimos.
Somos tomados pelo raciocínio de que a mudança é assustadora e que durará para sempre, sermos mudados – também – por ela de maneira irreversível.
Essa possibilidade da perda de identidade nos apavora, afinal: “Quem somos nós?”

Acontece que não somos o que fazemos.
Somos, porque fazemos, agimos e entendemos os nossos motivos.
Precisamos ampliar nossa perspectiva para nos adaptarmos à mudança enfrentada.

E temos a tendência a nivelar o pensamento dos outros com os nossos, mesmo sabendo que isso que não acontece.
Entenda de uma vez por todas que diante da mudança, precisamos olhar além do previsível, esse é o motivo pelo qual devemos entender que o momento é de consciência e não de dor.

Por exemplo: a mudança é você trabalhar numa nova empresa.
Concentre-se – apenas – no que está realizando agora, qualificando-se para executar as atividades com excelência, manifestando gratidão pela atividade e pela empresa atual.
Isso significa que você está se preparando para a nova empresa, para sua promoção.

Lembre-se de que fazer metas deve funcionar como motivação, não como limitação.
As metas representam uma direção, não é um mapa e não pode definir toda a sua jornada.
Olhe para frente com muito cuidado, para que não perca todas as possibilidades que lhe cercam de aprender e se superar.

3.    Novo Normal = Sobrevivência 
Essa sobrevivência é conhecida por todos nós, brasileiros que enfrentamos a Pandemia e ficamos isolados praticamente 2020.
Quando pudemos sair às ruas, entendemos que estávamos vivendo o NOVO NORMAL, pois estávamos vivos.
O período sobrevivência, ou novo normal é o outro estado temporário na jornada da vida.

Portanto, se quisermos assumir uma mudança, temos de ‘identificar partes de nossas experiências antigas que não mudam e utilizá-las para reformular a nova oportunidade diante de nós.

É normal que algumas circunstâncias nunca mudam e, podem desempenhar um papel fortalecedor e em nossa mudança atual.
A adaptação acontece analisando as circunstâncias como elas são – no aqui-agora – não como elas foram no passado.
Aproveite o momento para se perguntar: “Para que serve isso?”

Evite a tentativa de parar, de controlar a mudança iminente, quando nos perguntamos ‘para que serve isso?
Abre-se diante de nós um leque de oportunidades e dá-nos um novo propósito e maneira de se fazer presente no mundo.
Quando se entra no ciclo de falar sobre o que se gosta: “No meu tempo…” “Na minha época…”

Deve-se fazer a pergunta: Qual é o meu tempo?
Se você começar a perder a paciência com uma conversa, pergunte-se: “Para que serve esta conversa afiada?”

Enfatizo que “tudo é aula.”
As inovações tecnológicas, as atividades atuais, as conversas, tudo pode gerar aprendizado, crescemos muito quando interagimos.

4.    Sem Retorno = O Inexorável 
Fala sério, se lhe contassem de modo profético que o mundo inteiro, sem exagero, iria ficar em confinamento em casa até março de 2020 você diria: “Isso é impossível!”

E vimos o impossível tornar-se real, sem oportunidade de retrocesso.
Vale a pena ressaltar que a verdadeira oportunidade existe no desconhecido, reconsiderar o impossível.
Dê uma olhada crítica em tudo que você descarta, desvaloriza.

Falo de tudo que pensávamos ser impossível, ilógico, difícil demais, radical em excesso, intensamente ridículo para sequer considerarmos e explorarmos se – de fato – elas eram oportunidades o tempo todo.

Querida Pessoa Líder, se você está procurando uma vantagem competitiva, pergunte-se: “É real?”

Considerando que superficialmente pensamos que sabemos tudo, mas na verdade sempre existem outras camadas acontecendo.

O poder das perguntas, viabiliza o detalhar de qualquer diferença fundamental.

Essa técnica aplica-se – também – para a vida pessoal dessa forma:Posso estar insatisfeito[a] com meu trabalho, com minha empresa, essa insatisfação me permite – na verdade – descobrir, porque estou sendo pressionado[a] a identificar melhor o que eu amo e como persegui-lo.” 

5. Dinâmica
Obviamente que nem toda mudança é boa; toda mudança é certa.
E diante dela, temos de nos posicionar para passar pelas 4 fases rapidamente.

Pare de perder tempo, em vez de se definir com firmeza: “Eu sou isso!” “Eu faço aquilo.”

Ocupe-se em reconhecer que: Tudo o que fazemos, assim como tudo o que somos, é simplesmente a próxima coisa de uma longa fila.

Tudo é a próxima coisa, num eterno continuar de sucessos (avanços) e fracassos (aprendizados), portas que se abrem e se fecham.

Aproveite este momento para identificar qual é a mudança diante de você, use o conhecimento adquirido aqui e com suas vivências como facilitadores.

Boa Mudança! 

Pare e Respire

Semente Diária 10/08/2022

LÍDER:

 Pare e Respire para escutar os silêncios e a música que surgem.

Todos os seus pensamentos merecem ser ouvidos e escutados.

A partir dessa Escuta interna respeitosa, você tem condição de analisar e separar:

a) de um lado, aqueles que são ruídos tóxicos, próprios de crenças limitantes;

b) por outro lado, aqueles que são música, configurando motivos para crescimento.

Agora, querida leitora, querido leitor, jamais em tempo algum subestime seus pensamentos.

Eles não são você, mas eles constituem a base de suas atitudes, de seus comportamentos.

Faz sentido para você?

 

Estamos JUNTOS nesta jornada

Eu RE-conheço LIDERANÇA em você!🚀

Abraço Compreensivo da Mel.

cREIA e FAÇA ACONTECER

Semente Diária 11/07/2022

LÍDER:

seu sucesso ou seu fracasso depende da sua MENTALIDADE.

Quando você inicia um PROJETO, a sua mentalidade precisa estar alinhada com o SUCESSO.

A partir desse alinhamento, você elabora e implementa as estratégias com: constância, disciplina, motivação e a certeza de que está no caminho da realização.

JÁ, se você dá a largada do Projeto pensando: “Ai, meu Deus será que vai dar certo?”

Seu cérebro entende que você não está PLENO[A] de convicção do SUCESSO, então ele começa a antecipar os problemas.

Não quero dizer – em hipótese alguma – que estando alinhado com o sucesso, os problemas não virão.

SIM. SIM. SIM. Eles virão e está tudo bem. Sabe por quê?

Porque, através dos problemas que você vai resolvendo na caminhada, você vai adquirindo resistência, resiliência, força, flexibilidade para seguir.

Então, hoje segunda-feira, você quer iniciar um PROJETO?

Vai implementar uma nova estratégia?

Troque o: “Ai, meu Deus será que vai dar certo?”

Pela AFIRMAÇÃO: Ai, meu Deus JÁ ESTÁ DANDO CERTO!”

Querido Líder, Querida Líder, todos problemas, que eu chamo de barreiras aparecem, porque temos a TOTAL competência para resolver e ultrapassar.

Creia na Força Maior do
BEM, da PERFEIÇÃO, da PROSPERIDADE.

Creia em você.
Creia no projeto. 

Faz sentido para você?

 

Estamos JUNTOS nesta jornada.

Eu RE-conheço LIDERANÇA em você!🚀

Abraço Motivador da Mel.

Plante Mudanças e Colha prosperidade

Plante mudanças. Colha prosperidade

É sabido que o nosso mundo exterior é consequência da nossa realidade interior.

Vivemos nossas verdades individuais (crenças) repetindo padrões, alicerçados em programações antigas, inconscientes que nos trouxeram até aqui, até essa situação vigente.

Essas produzem emoções e comportamentos que nos fazem andar em círculos, repetindo os mesmos velhos e excassos resultados.

Talvez você conheça pessoas que vivem as seguintes situações:

Situação 1: Pessoas que vivem constantemente no vermelho.
Sempre com a corda no pescoço.
Desconhecem  a estabilidade financeira.
Encaram a roda dos altos e baixos a vida toda.
Não conseguem poupar, juntar, investir e, quando conseguem, perdem tempos depois. E, olha que – muitas vezes – não perdem em jogos de azar, ou investimentos inseguros, perdem no gasto com doença.

Situação 2: Aquelas pessoas que ganham – o suficiente. Guardam e não investem.
São contaminados pela acomodação na perda de tempo, conhecida como falta de produtividade  e, consequentemente, perdem dinheiro.
A falta de motivação faz com que não aprendam a investir, mantendo-se assim em constante necessidade e dependência da força de trabalho, deixando escapar oportunidades que poderiam levar-lhes à liberdade financeira.

Se você se encontra em uma dessas situações:
Você não conseguirá realizar seus sonhos materiais!
E isso não significa castigo de Deus, carma, destino, acaso, azar.

Você – com certeza solar – está vivendo e convivendo com padrões internos profundamente instalados, enraizados de crenças e valores limitantes com relação ao dinheiro, ao trabalho, à qualidade de vida, ao acúmulo de dinheiro, à realização material, ao convívio com pessoas que não lhe estimulam; pelo contrário, impedem que você prospere e chegue aos resultados desejados.

Você pode adquirir uma mudança comportamental e emocional eficiente, de maneira rápida e duradoura, mas para alcançar isso, é fundamental que você identifique em seu repertório de crenças, quais as suas verdades individuais, profundas que sabotam sua necessidade e desejo de progredir.

Essas crenças são raízes doentes que enfraquecem toda a árvore e seus frutos.

Se você deseja – de fato – viver uma nova realidade de vida, mais saudável, mais próspera, mais feliz é fundamental que você mude a realidade interior, dê novo significado para suas verdades individuais, acessando seu sistema de crenças e valores herdados da família, ou construídos em reação a fatos significativos.

Se você se percebe dessa maneira e deseja viver uma nova realidade, a novidade é que da mesma maneira como essa programação se instalou em sua mente, ela pode (e eu sugiro que seja) ser reprogramada, para que você colha resultados diferentes e mensuravelmente mais positivos e saudáveis.

Com a Metodologia que desenvolvi ao longo de meus 30 anos de trabalho e estudo, garanto que você pode conseguir resultados mensuráveis e progressivos, através do AutoConhecimento, curando e despertando suas competências, habilidades, inteligências para trabalharem com você, por você e em prol de uma vida próspera.

Plante Mudanças Internas e – com certeza – você colherá PROSPERIDADE.
Vamos vencer essas crenças limitadoras de seu Sucesso?
Clique aqui para conversarmos sobre como resolver seu problema.

 

Liderança

Semente Diária 17/05/2022

 Líder, barreiras aparecem com frequência.
Enumere suas HABILIDADES e mantenha-as sempre por perto, para que sirvam de artículo de que você é CAPAZ resolvedor problemas e barreiras.

Cada barreira estimula sua criatividade e uso de novas habilidades para contornar, pular, ultrapassar, escalar, vencer.

Pare de enxergar as barreiras como limitadores!

Enxergue-as como trampolins para você AVANÇAR e tomar posse mais e mais de seu Projeto e sua Liderança.

 

Estamos Juntos nessa Jornada.

Eu RE-conheço LIDERANÇA em você! 🚀

Abraço Inspirador da Mel.

liderança autêntica

Semente Diária 12/05/2022

⚜ Líder, a vida mental – que nos conecta – permite que escolhamos: reclamar ou agir.
Aproveite este DIA BOM e entre em ação por você e para o seu sucesso!

Eu sei que reclamar é uma maneira de ver a realidade ao redor.
Quando você reclama você só vê, só olha e só enxerga o que lhe falta:

  • dinheiro;
  • conhecimento;
  • oportunidade;
  • apoio;
  • experiência;
  • menos idade, mais idade

Ficar nessa posição, encarando essas ‘faltas’  faz com que elas fiquem cada vez maiores, robustas, gigantes e se cristalizem em seu dia.
Tudo começa a girar em torno dessas faltas e seus dias vão ficando cada vez mais mornos, cinzas e improdutivos.

Já, quando você ASSUME a postura de AGIR, você enxerga oportunidades de driblar as dificuldades.
Você torna-se uma pessoa otimista e LIDERA cada atitude, porque possui um propósito para sua vida e sabe que cada atitude aproxima você mais e mais do seu objetivo realizado.

Convido você hoje, só por hoje: ENTRE EM AÇÃO. Um passo além, mais perto estaremos da realização dos nossos projetos.

 

Estamos Juntos nessa Jornada.

Eu RE-conheço LIDERANÇA em você! 🚀

Abraço Inspirador da Mel.🌻

liderança

Semente Diária 01/04/2022

Salve o mês de Abril!
Este mês chega com feriados prolongados: Páscoa Cristã e Feriado da Inconfidência que coincide com o Carnaval em muitas capitais.

Interessante falar de limites…

Jesus ultrapassou os limites da dor, da morte e apresentou a realidade: a vida eterna existe. Tentaram desacreditá-lo publicamente, humilharam-no.

Tiradentes lutou pela independência do Brasil como soube e pôde. Foi enforcado, esquartejado, salgado e sua casa queimada, para que suas ideias fosse dizimadas, acabadas.

Quais são os seus limites?

Existem 2 tipos de limites:

  1. Os limites que podem ser superados.
    São aqueles que conseguimos ultrapassar, vencer, transformar.
    Exigem trabalho árduo, determinação, objetivo claro e propósito, que o porquê você decide reunir forças, competências e habilidades para vencê-los. Isso não tem nenhuma relação com status, fama, arrogância com o outro.
    É sobre você, sobre autoconhecimento, sobre objetivos de vida.
  2. Os limites que precisam ser aceitos.
    Esses se referem às Leis que regem o seu país, que nos indicam até onde vai o seu direito e começa o do outro.
    Podemos também entender como os limites que o corpo físico é capaz de suportar, memso treinado para vencer barreiras.
    Sabemos que nosso corpo físico possui limites que merecem e devem ser respeitados.
    Fazem parte da Ética, da Elegância, da Fraternidade.

É muito comum, muito mesmo, encontrar pessoas que estão LIMITADAS por si mesmas. Refiro-me a traumas emocionais, crenças limitantes (de miséria, de impotência, de incompetência, de não-pertencimento, de vítima, de gênero, de idade, de estética…) e rodeadas de outras pessoas fracassadas que alimentam cada vez mais essa condição doentia, sombria, triste e miserável.

Eu estou aqui convidando você para curar suas Auto-Limitações e conhecer os Limites.

Superáveis até descobrir os Aceitáveis, enfrentando-os com Coragem, Dignidade, HONRA e Respeito.

E aí, você vem ou fica?
Compartilhe seu posicionamento comigo.

Estamos Juntos na Jornada que: Ousa. Vence Barreiras. Vai Além.

Eu RE-conheço LIDERANÇA em você!

Abraço da Mel. 🌻